Por que ficamos com a boca seca?

Ao produzirmos pouca saliva, consequentemente, nossa boca ficará mais seca. Mas, afinal, por que a nossa boca fica assim? É comum presenciarmos esse sintoma?

A xerostomia, mais conhecida como boca seca é um problema que pode ocorrer em uma grande parcela da população, principalmente se estamos tristes, tensos ou apreensivos. Todos nós podemos ter esse problema, vez ou outra, desde que não se torne frequente.

Manter a boca sempre úmida é essencial, pois ajuda a digerir os alimentos, proteger os dentes, prevenir infecções ao controlar as bactérias da região oral, além de contribuir para a mastigação e a deglutição.

A diminuição da saliva pode ser causada por uma série de fatores, tais como: efeitos colaterais de remédios, ansiedade, alterações hormonais ou sintoma de alguma doença, como o diabetes e o mal de Parkinson. Fumar e consumir bebidas alcoólicas com frequência também pode afetar o fluxo salivar. Isso acontece porque o tabagismo e o alcoolismo reduzem a secreção da saliva, ocasionando na hipossalivação na boca. Por isso, é preciso ficar atento para todos esses acontecimentos. Conheça alguns sintomas:

Dificuldade de deglutição;
Sensação de queimação na língua e secura na garganta;
Lábios rachados e feridas na boca;
Mau hálito frequente e paladar reduzido.
Caso os sintomas se tornem frequentes, consulte sempre o seu dentista. Ele poderá recomendar o tratamento mais apropriado para o seu problema. Ainda assim, para prevenir e diminuir a secura da boca, além de aliviar o problema, é importante: beber água com frequência, evitar bebidas com cafeína e mascar gomas sem açúcar para estimular o fluxo salivar.

Fonte: Revista Viva Saúde

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *